segunda-feira, 22 de setembro de 2014

PMDB, PT e PSDB devem continuar a dominar Senado em 2015

O PMDB, a maior força política no Senado desde 1994, hoje com 19 cadeiras, tem chance de iniciar o próximo ano legislativo com até 20 senadores. Esse cálculo já considera o possível retorno de 2 senadores peemedebistas afastados para comandar ministérios do governo Dilma Rousseff: Edison Lobão (MA), que comanda a pasta de Minas e Energia, e Garibaldi Alves Filho (RN), atual ministro da Previdência Social.

A posição das 3 principais forças políticas no Senado não deve se alterar em 2015, apesar da crescente fragmentação partidária. PMDB, PT e PSDB estão posicionados para repetir, nessa ordem, o pódio de maiores bancadas da Casa, segundo as últimas pesquisas disponíveis.
O PMDB, a maior força política no Senado desde 1994, hoje com 19 cadeiras, tem chance de iniciar o próximo ano legislativo com até 20 senadores. Esse cálculo já considera o possível retorno de 2 senadores peemedebistas afastados para comandar ministérios do governo Dilma Rousseff: Edison Lobão (MA), que comanda a pasta de Minas e Energia, e Garibaldi Alves Filho (RN), atual ministro da Previdência Social.
Mesmo que Dilma Rousseff vença a disputa pelo Planalto, é dado como certo que haverá trocas de ministros –inclusive os nomes do PMDB. Nesse caso, é quase certo que os senadores Edison Lobão e Garibaldi Alves Filho retornem ao Congresso em 2015.
O PT, hoje com 13 senadores, tem possibilidade de ir até a 16 cadeiras no ano que vem, consolidando sua posição de segunda maior bancada. O cálculo também inclui o possível retorno da senadora afastada Marta Suplicy (SP), atual ministra da Cultura.
O PSDB, com uma bancada de 12 cadeiras, seguirá como a terceira maior força, com até 14 senadores a partir de 2015. A projeção considera que Aécio Neves (MG) e Aloysio Nunes Ferreira (SP), ambos senadores com mandato até 2019, não se elegerão presidente e vice-presidente da República, como indicam as últimas pesquisas.
Haverá mudanças no pelotão dos partidos médios, que reúnem 5 a 10 senadores. O PSB, hoje dono de uma bancada diminuta de 4 senadores, começará o próximo ano com 7 cadeiras, no melhor cenário. Se a previsão se confirmar, os pessebistas terão a quarta maior bancada da Casa, empatados com o PDT, que hoje tem 6 senadores e pode subir para 7.
Na outra ponta, o PTB verá sua atual bancada de 6 senadores encolhida, pelo menos, à metade. Também apresenta viés de queda o PP –que hoje tem 5 senadores, e, no melhor cenário, terá 3 a partir de 2015.
O Senado de 2015 deverá ter a composição mais fragmentada da história, com 17 partidos diferentes. Em 2003, início do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a Casa tinha senadores de apenas 9 partidos. Hoje há 16 legendas representadas no Senado. Quanto mais partidos, mais demorada e custosa é a busca de consenso em projetos de lei do interesse do Poder Executivo.
A tabela a seguir mostra a evolução das bancadas, por partido, desde a eleição de 1994 e a projeção do melhor cenário para cada legenda de acordo com as pesquisas de intenção de voto mais recentes:
Arte
COMO É FEITA A PROJEÇÃO PARA 2015
A projeção de bancadas para o Senado em 2015 considera 3 fatores:
1) pesquisas: são contabilizados todos os candidatos que estão em primeiro lugar nas pesquisas de intenção de voto (isolados na frente ou empatados na margem de erro do levantamento com algum adversário);
2) suplentes: também é considerada nesta projeção a entrada dos suplentes dos 8 senadores com mandato até 2019 que hoje lideram a disputa pelos governos dos respectivos Estados. Se vencerem, sairão do Senado para dar a vaga ao suplente imediato. Os 8 senadores que podem virar governadores em 2015 são os seguintes: Eduardo Braga (PMDB-AM), Eunício Oliveira (PMDB-CE), Delcídio do Amaral (PT-MS), Wellington Dias (PT-PI), Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), Pedro Taques (PDT-MT), Ana Amélia (PP-RS) e Rodrigo Rollemberg (PSB-DF);
3) volta de titulares: o cálculo projeta que 3 senadores hoje afastados para atuar em ministérios do governo federal devem voltar à Casa em 2015. Seja devido a um cenário em que Dilma, reeleita, decida reformular sua equipe, ou a uma alternância de poder no Palácio de Planalto, com a eleição de Marina Silva (PSB) ou Aécio Neves (PSDB).
Se o cálculo for mais rígido, considerando apenas os líderes isolados nas pesquisas, fora da margem de erro, o cenário muda um pouco. Nessa perspectiva, o PMDB seguiria líder, mas com 17 senadores. O PT iria a 11 cadeiras, O PSDB, a 10. PDT e DEM teriam 5 senadores cada um. O PSB manteria o número atual de 4 cadeiras. PP, PTB e PSD ficariam com 3 senadores cada um. O PR faria uma bancada de 2 senadores. Os demais partidos teriam um senador cada um.
A seguir, a tabela com as disputas pelo Senado nas 27 unidades da Federação:
Arte

Fonte: Blog do Fernando Rodrigues do Uol
Cid Gomes anuncia licenciamento do cargo de governador
No começo desta segunda-feira (22), durante a solenidade de entrega das viaturas no Centro de Eventos do Ceará, o governador do Ceará, Cid Gomes, declarou o seu afastamento da administração estadual para se dedicar à campanha dos candidatos Camilo Santana (PT) e Mauro Filho (Pros) ao Governo do Estado e ao Senado, respectivamente, nas próximas eleições.
"Pelo sentimento que tenho de responsabilidade com o futuro do Ceará, nos próximos dias estarei tirando uma licença do governo. Vou me dedicar exclusivamente à campanha para eleição do candidato Camilo", anunciou Cid Gomes.
Quem deve assumir o cargo é o desembargador Gerardo Pontes Brígido, presidente do Tribunal de Justiça, já que o vice-governador, Domingos Filho, foi nomeado conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) e o presidente da Assembleia Legislativa, Zezinho Albuquerque (Pros), próximo na lista de sucessão, também não pode assumir, pois está em campanha eleitoral.
Ainda não foi definida a data de início da licença do governador, mas a mesma deverá ser publicada no Diário Oficial do Estado (DOE).

Blogueiro defende o Voto Distrital e cita como exemplo o candidato Nenem do Cazuza

Em um de seus últimos artigos, o blogueiro KT defendeu a tese do Voto Distrital e disse: "sou favorável ao Voto Distrital para representantes estaduais no Congresso Nacional, pois não concordo com a ideia de votarmos em candidatos que não tenham nenhuma identificação e compromisso com nossa região."

O blogueiro ainda citou o exemplo do candidato a Deputado Federal Nenem do Cazuza (PROS), ex-prefeito de Ipueiras, que conta com o apoio de vários prefeitos da região, mas na cidade de Ipu não tem o apoio dos grupo políticos da cidade, mas conta com o apoio de vários cidadãos que conhecem os seus trabalhos realizados no município vizinho.

Confira o artigo do blogueiro

Conheci o ex-Prefeito de Ipueiras Nenem do Cazuza quando o mesmo era funcionário do Banco do Brasil de Ipu nos anos 80. O bancário era freguês do comércio da minha família onde almoçava semanalmente e nutriu uma boa amizade com meus pais. Depois o mesmo migrou para Sobral, onde montou uma empresa que foi pioneira em produção de fotografias digitais na região e que ainda hoje presta serviço de qualidade. Em seguida, Nenem chegou a política de Ipueiras pelas mãos dos ex-prefeito Titico Vasconcelos.

As duas administrações de Nenem foram marcadas não só pela austeridade, mas também por obras grande e médio porte que em muito colaboraram para que a vizinha cidade de Ipu saísse da mesmice. Rotulado de turrão, o agora candidato se impôs pela sua eficiência administrativa mostrando que se pode fazer política no interior sem recorrer as práticas populistas.

Hoje o político ipueirense, o qual saiu do poder em 2012 e fez do seu Secretario Raimundo Mariano o seu sucessor, é candidato a Deputado Federal. Politicamente sou favorável ao Voto Distrital para representantes estaduais no Congresso Nacional, pois não concordo com a ideia de votarmos em candidatos que não tenham nenhuma identificação e compromisso com nossa região. Em uma escala de possíveis e prováveis ocupantes do cargo de Deputado Federal vejo Nenem, Moses Rodrigues e Leonidas Cristino como nomes que deveriam serem mais tratados com carinho pelo leitorado da região norte.

Dito isso, acredito que os prefeitos de Ipu e região que votam com Camilo deveriam ter dado mais apoio ao ex-prefeito de Ipueiras. Chega de Inácios, Eugênios, Anibals, Domingos e outros. Isso não significa dizer que Nenem não vai bem. Nada disso.

Essa matéria aqui não é uma declaração de voto ou adesão, e sim a defesa de uma ideia. Espero que tenhamos o voto distrital em pauta em nossa tão sonhada reforma política.

Quanto ao amigo Nenem, fica aqui a nossa torcida. - (Blog do KT).

Saiba mais

O voto distrital é, na mídia e nos meios políticos brasileiros, sinônimo de sistema eleitoral de maioria simples. Esse é um sistema em que cada membro do parlamento é eleito individualmente nos limites geográficos de um distrito pela maioria dos votos (simples ou absoluta). Para tanto, o país é dividido em determinado número de distritos eleitorais, normalmente com população semelhante entre si, cada qual elegendo um dos políticos que comporão o parlamento. Esse sistema eleitoral se contrasta com o voto proporcional, no qual a votação é feita para eleger múltiplos parlamentares proporcionalmente ao número total de votos recebido por um partido, por uma lista do partido ou por candidatos individualmente.
fonte Netcina

Com regra atual, reajuste do salário mínimo desabará no próximo governo

carteira dinheiroMantidas as regras atuais de reajuste, o poder de compra do salário mínimo terá no próximo governo o menor avanço desde o Plano Real. Como os aumentos acima da inflação são vinculados ao crescimento anterior da economia, o ganho médio anual do mínimo deverá ficar na faixa de 1% a 2%entre 2015 e 2018.

A piora da economia já levou a média a cair de 5,5% anuais, nos dois mandatos de Lula, para os 2,9% de Dilma Rousseff. A queda ameaça o processo de redução da desigualdade entre ricos e pobres.

Agenda dos candidatos ao governo do Estado do Ceará nesta segunda-feira (22/09)


Ailton Lopes (PSOL)

09h30 – Ato de abertura da Semana de Ação Mundial na Praça da Imprensa.

13h – Reuniões internas.

Camilo Santana (PT)

12h – Almoço com a AJE (Associação dos Jovens Empresários de Fortaleza) no Sal e Brasa.

Eliane Novais (PSB)

09h – Reunião com diretoria executiva da ACM – Associação Cearense de Magistrados.

14h – Gravação para programa de TV.

Eunício Oliveira (PMDB)

09h – Caminhada no bairro Pirambu.

16h – Gravação para programa de TV.

domingo, 21 de setembro de 2014

O tamanho do pré-sal


manifestantes sobre os royalties do petróleo

Cristovam Buarque
Não usar a riqueza do pré-sal seria uma estupidez, usá-la para iludir a Nação é uma indecência. As estimativas para as reservas do pré-sal podem não ser exatas, mas não são mitos, são resultados de pesquisas geológicas; a exploração na sua profundidade não é um mito, a engenharia dispõe de ferramentas; a crença de que pode ser feita sem riscos para a ecologia não é um mito, embora haja exemplos de vazamentos em campos similares; a expectativa de que a demanda e os preços continuarão altos não é um mito, apesar das novas fontes.
Mito, contudo, é a afirmação de que o pré-sal mudará a realidade brasileira.
Se tudo der certo, em 2036 a receita líquida prevista do setor petrolífero corresponderá a R$ 100 bilhões, aproximadamente R$ 448 por brasileiro, quando a renda per capita será de R$ 27,8 mil, estimando crescimento de 2% ao ano para o PIB. Apesar da dimensão da sua riqueza, o pré-sal não terá o impacto que o governo tenta passar. Explorá-lo é correto, concentrar sua receita na educação é ainda mais correto, mas é indecente usar o pré-sal como uma ilusão para enganar a Nação e como mecanismo para justificar o adiamento de investimentos em educação.
O Brasil não cabe dentro de um poço de petróleo, nem deve esperar por ele.
Mito também é a afirmação de que a educação brasileira será universalizada e dará um salto de qualidade graças ao pré-sal. Em 2030, uma educação de qualidade universal custará cerca de R$ 511 bilhões, para o custo aluno ano de R$ 9.500. Se tudo der certo, a totalidade dos recursos do setor petrolífero destinado à educação corresponderá a R$ 37 bilhões, apenas 7,2% do necessário.
Também é um mito dizer que o atual governo teve a iniciativa da proposta de investir 75% dos royalties do petróleo em educação. A partir do momento da descoberta do pré-sal, 44 projetos de lei foram apresentados na Câmara e no Senado.
Mas foi com a aprovação do substitutivo PLC 41/2013 ao PL 323/2007, do deputado Brizola Neto, em 14/8/2013, após parecer favorável do deputado André Figueiredo (PDT-CE), que se determinou o destino de 100% dos royalties para a educação e a saúde. As atas mostram que os líderes da base de apoio ao governo tentaram impedir a aprovação, mas foram derrotados no voto.
Além de não destinar à educação os R$ 15 bilhões dos Bônus de Assinatura do Leilão do Campo de Libra, os recursos dos royalties não estão sendo aplicados. Até 28 de agosto, um ano depois da sanção da lei, apenas R$ 912 milhões foram efetivamente transferidos para o Ministério da Educação, ou seja, somente 13,5% do valor de R$ 4,2 bilhões previstos pela Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2014.
Enquanto o mundo vive uma revolução no conhecimento, estamos ficando para trás, eufóricos com a promessa de mudar nossa triste realidade educacional no futuro distante, com base em um recurso ainda na profundidade de sete mil metros que não será suficiente. E o pouco prometido não está sendo cumprido.

Cristovam Buarque é professor da UnB e senador pelo PDT-D

sábado, 20 de setembro de 2014

Pesquisa: Camilo ganha três pontos, Eunício fica estável e lidera

eleições 2014 datafolha 0920

A terceira rodada da pesquisa O POVO/Datafolha revela que Camilo Santana (PT) oscilou três pontos percentuais para cima, chegou a 34% e encurtou para sete pontos sua distância para Eunício Oliveira (PMDB) na disputa pelo governo do Ceará. O peemedebista se mantém estável na liderança, com 41% e sem qualquer oscilação depois de duas semanas. O crescimento de Camilo ocorreu tirando votos basicamente de Eliane Novais (PSB) e Ailton Lopes (Psol), que oscilaram negativamente um ponto cada e ficaram com 3% e 1%, respectivamente.
Com 51% dos votos válidos, Eunício poderia hoje ser eleito no 1º turno. Porém, como a pesquisa possui margem de erro de três pontos para mais ou para menos, ainda existe possibilidade de segundo turno no Estado. Essa é a primeira pesquisa Datafolha que traz projeção de votos válidos, forma oficial de divulgação do resultado das eleições e que exclui eleitores indecisos e votos brancos e nulos. Considerando a variação máxima da margem de erro, o peemedebista poderia oscilar entre 48% e 54%.
Segundo turno
A pesquisa simula ainda cenário de segundo turno entre Eunício e Camilo. Pela projeção, o peemedebista venceria com 45% das intenções de voto, contra 37% do petista. Já brancos e nulos somam sete pontos. 11% dos eleitores se declararam indecisos. Os dados acima integram a pesquisa estimulada, quando é apresentada ao eleitor uma lista com os nomes dos candidatos. Neste tipo de pesquisa, 8% dos entrevistados disseram ainda votar em branco ou nulo e outros 13% se afirmaram indecisos.
Já na pesquisa espontânea, quando o eleitor diz em quem pretende votar sem ver lista com nomes, Eunício cresce acima da margem de erro e passa de 19 para 25 pontos. Já Camilo oscila positivamente um ponto, alcançando 19%. Apesar de não disputar eleição, o governador Cid Gomes (Pros) foi outro nome a ser lembrado pelos eleitores, alcançando 1%.
Além de liderar as intenções de voto, Eunício Oliveira também aparece com a menor taxa de rejeição, que permanece estável em 17%. Nessa pesquisa, onde os eleitores dizem em qual candidato não votariam de jeito nenhum, Ailton Lopes e Eliane Novais lideram, com 30% cada. Camilo aparece com 21% de rejeição.
Reta final
Essa é a terceira pesquisa de uma série realizada pelo O POVO em parceria com o jornal Folha de S. Paulo. Ela ouviu 1,2 mil eleitores com em 47 municípios do Ceará, entre os dias 18 e 19 de setembro – uma semana após ciclo de sabatinas do O POVO com candidatos ao Governo.
O levantamento baliza a situação dos candidatos no início da reta final da disputa, com um mês de campanha em rádio e TV e pouco mais de duas semanas até a eleição. A pesquisa foi registrada no TSE sob os números CE-00022/2014 e BR-00695/2014.
(O POVO Online)
PARA O SENADO TASSO TEM VANTAGEM EXPONENCIAL

Tasso sobe quatro pontos e chega a 58%; Mauro oscila um ponto e fica com 19%

eleições 2014 datafolha senado 0920
Tasso Jereissati (PSDB) subiu quatro pontos percentuais na disputa pelo Senado no Ceará e lidera com 58% das intenções de voto. Mauro Filho (Pros) oscilou um ponto para baixo e tem 19%. Com o resultado, que integra nova rodada da pesquisa O POVO/Datafolha, diferença entre eles passa de 34 para 39 pontos. Geovana Cartaxo (PSB) e Raquel Dias (PSTU), ambas com 2% no levantamento de 3 de setembro, oscilaram para 1%.
Levando em conta apenas votos válidos, quando se excluem da conta eleitores indecisos e votos brancos e nulos, Tasso tem 74% e Mauro 24%. Nesse cenário, forma oficial como são divulgados resultados da eleição, diferença entre eles é de 50 pontos. Raquel Dias alcançaria 2% e Geovana Cartaxo 1%. Essa é a primeira pesquisa Datafolha a divulgar os votos válidos. A pesquisa foi realizada em 18 e 19 de setembro e ouviu 1,2 mil eleitores. Os números de registro TSE são CE-00022/2014 e BR-00695/2014.
Em comparação com as outras duas pesquisas, única alteração fora da margem de erro – de três pontos para mais ou para menos – é a de Tasso, que foi de 54% para 58%. Eleitores que dizem votar em branco ou nulo oscilaram de 9% para 7%, e número de indecisos foi de 13 para 14 pontos.
Tasso lidera em todos os segmentos de sexo, idade, escolaridade e renda. O pior desempenho do tucano ocorre entre eleitores mais jovens, de 16 a 24 anos (52%). É justamente neste segmento que Mauro vai melhor, alcançando 28%.
Voto descasado
A pesquisa mostra também descasamento entre as eleições para Governo e Senado. Dos eleitores de Camilo Santana (PT), 44% votariam em Tasso para senador. Já o candidato de Camilo, Mauro Filho (Pros), recebe 39% dos votos de eleitores do petista.
Entre eleitores de Eunício Oliveira (PMDB), 83% pretendem votar em Tasso, enquanto 9% dizem votar em Mauro.
Metodologia da pesquisa
O Datafolha ouviu 1,2 mil eleitores entre 18 e 19 de setembro, em 47 municípios do Ceará. A margem de erro máxima é de três pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança considerado é de 95%. Isso significa que, em 100 pesquisas com a mesma metodologia, em 95 os resultados estariam dentro da margem de erro.
A seleção dos eleitores pesquisados é feita por sorteio aleatório. A pesquisa foi contratada pelos jornais O POVO e Folha de S.Paulo. Está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com os números CE-00022/2014 e BR-00695/2014.
(O POVO Online)

Governador assina ordem de serviço da construção do asfalto da rodovia que liga Ararendá à Ipaporanga

Momento da assinatura com a presença dos prefeitos Aristeu e Toinho Contábil

O Prefeito Aristeu Eduardo acompanhado da Primeira Dama Rachel Eduardo, de Secretários municipais e vereadores visitaram na tarde desta quinta-feira(18) o município de Ipaporanga.
 Na ocasião o Prefeito Aristeu Eduardo juntamente com o Prefeito de Ipaporanga Toinho Contábil e o Governador Cid Gomes assinaram a ordem de serviço para a construção da estrada asfaltada da CE-189 que liga os dois municípios. A estrada foi uma reivindicação antiga do Prefeito Aristeu ao Governo do Estado do Ceará enviada através de ofício 052/2013.
 No encontro também houve a entrega de mais de 882 títulos de terra entregue também pelo Prefeito Aristeu. A entrega foi feita por meio da SDA e Instituto do Desenvolvimento Agrário (IDACE), com o Governo Federal, através do Ministério do Desenvolvimento Agrário e Incra.
 ESTRADA ASFALTADA ARARENDÁ – IPAPORANGA
A estrada asfaltada da CE-189 é um sonho antigo dos dois municípios. O Projeto visa melhorar a integração regional e a logística econômico-produtiva, através de intervenções previstas na malha viária, proporcionando maior acessibilidade aos Pólos de Desenvolvimento e integração dos grandes eixos viários de escoamento da produção, portos e aeroportos do Estado. As obras já estão iniciando e deve ficar pronta em aproximadamente 6 meses.

MPF cobra soluções para problemas em créditos consignados

emprestimo consignado 3O Ministério Público Federal no Ceará (MPF) cobrou de instituições financeiras e do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) soluções para problemas em créditos consignados de aposentados e pensionistas. O assunto foi tema de reunião realizada nesta sexta-feira, 19, na sede da Procuradoria da República no Ceará (PR/CE), em Fortaleza. Procedimento instaurado pelo MPF apura denúncias de assédio de instituições financeiras aos segurados nas dependências do INSS e a consignação em valor maior do que o permitido na legislação. 
De acordo com o procurador regional do Bradesco, Leonardo Meceni, uma financeira estaria usando indevidamente o nome do banco para oferecer empréstimos em frente a agências do INSS. Meceni anunciou que o banco ingressaria com processo judicial contra a empresa. Além do Bradesco, também enviaram representantes à reunião o banco Itaú e a BV Financeira. 
A gerente executiva substituta do INSS, Márcia Peixoto, informou que a instituição mantém um canal de ouvidoria para verificar notícias de irregularidades. Há registro, inclusive, de aposentados que jamais teriam realizado empréstimos pelos quais estariam sofrendo descontos financeiros. O INSS se comprometeu a enviar ao MPF relatórios de consignados realizados em percentuais maiores do que o permitido e também de aposentados vítimas de fraudes em suas assinaturas de contratos de crédito da modalidade. 
Resultado de imagem para oscar costaOscar Costa Filho, procurador da República titular do procedimento, chamou a atenção para a necessidade de proteger os segurados. “Essa situação exige uma vigilância continuada na proteção de pessoas vulneráveis que são os aposentados e pensionistas”, ressaltou o procurador. Uma nova reunião foi agendada para o próximo dia 26 de setembro e deverá contar também com representante da empresa apontada por uso indevido da marca de banco e por assédio a aposentados e pensionistas. 
Fonte: Assessoria de Comunicação Social do Ministério Público Federal no Ceará.

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Veja lista dos cearenses barrados pela Lei da Ficha Limpa

CONGRESSO EM FOCO




Confira a lista dos 10 políticos cearenses que tiveram o registro negado pelo TRE ou que desistiram de participar das eleições após terem a candidatura contestada pelo Ministério Público Eleitoral, de acordo com levantamento do Congresso em Foco.
  • Agenor Manoel Ribeiro (PSDC), deputado estadual
  • Antônio Roque de Araújo (PSB), deputado estadual
  • Augusta Brito de Paula (PCdoB), deputada estadual
  • Francisco José Cunha de Queiroz (PTC), deputado estadual
  • José Acélio Paulino de Freitas (PRTB), deputado estadual
  • José Macêdo de Lima (PTN), deputado estadual
  • José Rocha Neto (PTB), deputado estadual
  • Mirian de Almeida Rodrigues Sobreira (Pros), deputada estadual
  • Raimundo Cordeiro de Freitas (PSL), deputada estadual
  • Raimundo Dias Angelim (PSB), deputado federal
* Fonte: Congresso em Foco

Posto de combustível é assaltado em Monsenhor Tabosa na noite desta sexta-feira

download


Por volta das 18h30min desta sexta-feira (19/09), dois elementos, ainda não identificados, em uma moto preta, assaltaram o posto de combustível Santo Antonio em Monsenhor Tabosa, que fica localizado bem no centro comercial.
Os elementos estavam armados, a ação foi rápida, o proprietário do postoJunior Loiola, não soube informar a quantia levada, já que no momento do assalto, estava acontecendo o fechamento de caixa.
Após a ação, a dupla saiu tomando rumo ignorado, a PM foi acionada, e saiu em diligências na tentativa de capturar os dois assaltantes.
A qualquer momento, mais informações em relação a esta ocorrência.
(Informação de João Paulo Costa da Rádio Cidade)

Cigano que atropelou e matou três em Tamboril, foi resgatado da cadeia em Monsenhor Tabosa


001
Ortagnan Cigano, foragido da justiça

Na noite desta, quinta-feira, por volta das 21h00min, dois ciganos em um carro Fiat Strada de cor branca, placas da Bahia, armados com pistola e revolver, chegaram na unidade prisional de Monsenhor Tabosa, e renderam o carcereiro. Os dois ciganos conforme nos informou o Sargento Rogério, comandante da PM daquele município, permaneceu com o carcereiro feito refém até por volta de meia noite, quando obrigaram o mesmo abrir a cela, onde de lá foi resgatado  o detento, Ortagnan Moura Gomes.

Ortagnan Cigano como é conhecido, é aquele que conduzindo um Kadet branco atropelou e matou, no último 03 de julho de 2014, aqueles três jovens no Alto da Torre em Tamboril. Ele estava preso em Monsenhor Tabosa, por ordem da justiça, já que não podia permanecer com o mesmo preso aqui em Tamboril, devido o crime ter causado grande comoção na população e o mesmo ter sua integridade física posta em risco.

Os Jovens, Maria Juliana, João Victor e Raimundo Nonato, foram atropelados por Ortagnan Cigano, que conduzia um veiculo modelo Kadet, e realizava os chamados “pegas” com outro veiculo identificado como um Golf de cor branca, o crime que aconteceu por volta das 18:30 do dia 03 de julho de 2014, e teve cobertura por parte da Feiticeiro Fm após minutos depois do acidente, repercutiu em todo o estado.
A polícia realiza diligências em toda região para tentar prender Ortagnan Cigano, que passa a ser foragido da justiça.

FONTE: Blog do Manuel Sales

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Documento feito pela Comissão Interamericana de Direitos Humanos ainda aponta o Brasil como o segundo país que mais aprisiona nas Américas, atrás apenas dos Estados Unidos

A Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) da Organização dos Estados Americanos (OEA) divulgou um relatório sobre o Uso da Prisão Provisória nas Américas. O levantamento mostra que 40% da população carcerária brasileira é formada por detentos que ainda não foram julgados. O documento, que critica o uso excessivo da prisão nos países da região, também aponta o Brasil como o segundo país que mais aprisiona nas Américas: são 550 mil prisioneiros, atrás apenas dos Estados Unidos.
Civulgação/Departamento de Execução Penal do Paraná
Estabelecimento penal de regime fechado e custódia masculina, Penitenciária Estadual de Cascavel, no Paraná
Larissa* faz parte desta estatística. Aos 35 anos, ela está presa desde janeiro deste ano, sem ideia de quando irá a julgamento. “Minha mãe foi presa no dia 9 de janeiro por tráfico de drogas”, conta o estudante Felipe*, filho da detenta, 18 anos. Ele e o pai moram no Estado do Paraná e, para visitarem a mãe, precisam viajar até São Paulo. Larissa aguarda pelo julgamento no Centro de Detenção Provisória de Franco da Rocha. "Sempre que posso, venho e me hospedo na casa de uma amiga dela para poder visitá-la no presídio", diz Felipe.
Segundo Augusto de Arruda Botelho, presidente do Instituto de Defesa do Direito de Defesa (IDDD), o número excessivo de prisões provisórias é proveniente da política carcerária do País. “A política criminal brasileira dá preferência à prisão em vez usar as penas alternativas. Isso é algo totalmente equivocado, pois acaba antecipando uma possível condenação e não dá ao suspeito o direito da possibilidade de inocência”, afirma.
Entre junho de 2009 e junho de 2012, a Comissão Interamericana de Direitos Humanos afirma que o número de presos no Brasil cresceu 17,04%, chegando a 550 mil, enquanto que o número de prisões provisórias subiu 27,76%. O relatório também aponta que 27,2% da população carcerária do país tem entre 18 e 24 anos de idade.
De acordo com o relatório, o alto número de prisões nas Américas é um dos motivos para problemas como a violação do direito de integridade pessoal. “Isso é mais comum do que se pensa, existem casos em que as pessoas ficam presas mais de um ano até o julgamento e no fim o juiz pode acabar até não dando a prisão como sentença final”, afirma Botelho.
A Comissão Interamericana recomenda no documento que os países americanos intensifiquem políticas para “erradicar o uso da prisão preventiva como ferramenta de controle social ou como forma de pena antecipada”, fazendo que seu uso seja realmente excepcional e não uma regra.
Botelho acredita que um jeito de reduzir o índice no Brasil seja com a criação da audiência de custódia, que obriga o Estado a levar o suspeito a um juiz em até 24 horas após sua prisão. “O Brasil é um dos únicos países que não tem essa audiência. Ao ser levado até um juiz, é feita uma avaliação para ver a existência ou não de maus tratos e é nesse momento também que o detento é informado sobre o motivo da sua prisão”.
Penas alternativas
Ainda de acordo com o relatório, os crimes que mais encarceram são os delitos de baixa periculosidade social, como o tráfico de pequenas quantidades de drogas, roubo sem violência física e furtos. “Ao adotar o encarceramento como primeira opção, o sistema pode punir esses crimes de maneiras desproporcionais”, avalia a advogada do programa de justiça da Conectas Direitos Humanos, Vivian Calderoni.
Para ela, uma solução é a adoção de alternativas à prisão provisória, como, por exemplo, a restrição de frequentar determinados lugares. “Quando a Justiça não opta pelo encarceramento, ela pode adotar medidas cautelares que pode ser desde o comparecimento em juízo até a apreensão do passaporte do suspeito”

Patético

Paulo Roberto Costa repete 18 vezes 'nada a declarar' à CPI da Petrobras

Ex-diretor da estatal foi trazido do Paraná, onde está preso, para depor. Em depoimentos à PF, ele teria delatado políticos que receberam propina.


Durante quase três horas de depoimento à CPI mista da Petrobras, o ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa repetiu 18 vezes “nada a declarar” (ou frases equivalentes) e se recusou a responder a todos os questionamentos formulados pelos parlamentares da comissão. Por ordem da Justiça, ele foi trazido por policiais federais de Curitiba, onde está preso, para atender à convocação da CPI.

Costa firmou com o Ministério Público do Paraná e com a Justiça Federal umacordo de delação premiada pelo qual teria apontado deputados, senadores, governadores e um ministro como beneficiários de um esquema de pagamento de propina com dinheiro de contratos da Petrobras. 

Ele foi preso em março durante a Operação Lava Jato, da Polícia Federal, que investiga um esquema de lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Se confirmadas as informações que der a policiais e procuradores com base na delação premiada, o ex-diretor poderá ter a pena reduzida.

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Agenda dos candidatos ao governo do estado nesta quinta-feira dia 18

As programações são de responsabilidade das assessorias dos candidatos.
 candidatosgovernoce
Eunício Oliveira (PMDB)
10h30min – Caminhada em Granja. Concentração: Estádio
15 horas – Carreata de Carnaubal até Guaraciaba do Norte. Concentração: Estádio
17 horas – Caminhada em Guaraciaba do Norte. Concentração: Praça do Guaracy
19 horas – Comício em Ipueiras. Concentração: Praça Maria Lima
Camilo Santana (PT)
8h30min – Carreata em Forquilha
10h30min – Carreata em Irauçuba
14h30min – Carreata em Pentecoste
15h30min – Carreata em Itapagé
17 horas – Carreata em Umirim
18h30min – Carreata em Itapipoca
Eliane Novais (PSB)
7h30min – Panfletagem na entrada dos trabalhadores da Receita Federal
Local: Rua Barão de Aracati, 909 – Aldeota – Fortaleza
9 horas – Panfletagem no Beco da Poeira. Local: Av. Imperador, 546 – Centro – Fortaleza
12 horas – Encontro com apoiadores em Horizonte. Local: Rua Honorato Silvestre, 497 – Mangueiral – Horizonte
13h50min – Entrevista na Rádio Mais FM 87.9 em Horizonte. Local: BR 116, Km 35 – Horizonte
16 horas – Reunião com apoiadores em Horizonte. Local: Av. Juvenal de Castro, 305 – Centro – Horizonte
Aílton Lopes (PSOL)
7h45min – Entrevista à Rádio Verdes Mares
12h30min – Entrevista à TV Diário
16h30min – Panfletagem na FATENE (Caucaia)
20 horas – Roda de Conversa com Psicólogos/as e entrega de documento de proposições do Conselho Regional de Psicologia e do Sindicato dos Psicólogos do Ceará (PSINDCE)